Microempresas: existe sistema de gestão para os pequenos?

Quem opta por abrir um negócio próprio, muitas vezes não estima o sacrifício exigido ou sequer planeja a forma como a empresa deve ser gerida. O empresário geralmente compromete mais que oito horas por dia no trabalho, possui dificuldades para tirar férias, convive com o risco, precisa aprender a lidar com os recursos humanos, etc.

O sucesso está além da vontade de prosperar e da sorte. É preciso dedicação, competência, talento e técnica. É preciso que a gestão seja desenvolvida de forma sistêmica. É preciso além da vontade de empreender, saber sim, administrar.

IR
Não desista. Organize-se.

Conforme Mello et al (2009, p.1):

[…] Sistema de gestão refere-se a tudo que a organização faz para gerenciar seus processos ou atividades. Em pequenas organizações, provavelmente não exista um sistema, apenas uma forma de fazer as coisas, e essa forma na maioria das vezes não está documentada, mas na cabeça do proprietário ou do gerente. […] Para ser realmente eficiente e eficaz, a organização pode gerenciar sua forma de fazer as coisas de forma sistêmica. Isso garante que nada importante seja esquecido e que todos estejam conscientes sobre quem é responsável para fazer o que, quando, como, por que e onde. […]

Cada micro ou pequeno negócio possui um meio de particular ser administrado.

Diferente das grandes organizações, onde existe delegação de tarefas e um corpo gerencial é responsável pela tomada de decisões, as microempresas são compostas por um número reduzido de funcionários, muitas vezes por familiares, e são geridas pelo próprio dono que ocupa boa parte de seu tempo desempenhando papéis multifuncionais. As microempresas, assim como as grandes, buscam constantemente métodos eficazes para produzir mais com menos, maximizando seu lucro e garantindo sua permanência do mercado.

: )

Mafalda

____________________________________________________________

Referências bibliográficas:

MELLO, C.H.P; SILVA, C.E.S.; TURRIONI, J.B; SOUZA, L.G.M. ISO 9001:2008: sistema de gestão da qualidade para operações de produção e serviços. São Paulo: Atlas, 2009;

PALADINI, E.P. Controle da Qualidade: uma abordagem abrangente. São Paulo: Atlas, 1990;
_______________Gestão da qualidade: teoria e prática. São Paulo: Atlas, 2000.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s