Encontre os clientes, produza depois (e o caso do queijo)

Em um modelo de negócios antigo, a pessoa que abria uma empresa, registrava seu negócio em mil cartórios, junta comercial, mil papeladas, alugava uma sala, uma loja ou o que fosse necessário, e, após a grande inauguração, ficava indo atrás de clientes. Ou esperando que os clientes aparecessem. Que passassem em frente a loja, entrassem E COMPRASSEM. Em resumo, a pessoa já começava o negócio “devendo” … Continuar lendo Encontre os clientes, produza depois (e o caso do queijo)

Entregue VALOR e não PREÇO

Essa semana veio à mídia o triste episódio sobre a Casa de Festas que encerrou suas atividades e simplesmente abandonou o contrato que mantinha com os clientes. A Casa, alegando não possuir condições financeiras de continuar, decretou falência e fechou as portas. Simples assim. E os Clientes, como ficaram? Acredito eu, a maioria deve entrar com alguma ação para recuperar seus direitos na justiça. O sonho da festa? … Continuar lendo Entregue VALOR e não PREÇO

Se os requisitos não foram declarados pelo cliente, como conhecê-los?

A ISO 9001 (item 7.2.1) estabelece que a organização deve determinar, além dos requisitos regulamentares e especificados pelo cliente, requisitos “não declarados pelo cliente, mas necessários para o uso especificado ou pretendido”. O que é isso? Muitos me fazem esta pergunta. Afinal, se não foi declarado, se não foi explícito, como saber? Já escrevi um pouco sobre a intangibilidade dos produtos aqui, e, como sabemos, … Continuar lendo Se os requisitos não foram declarados pelo cliente, como conhecê-los?