Por que nos sentimos sozinhos quando empreendemos?

Justamente quando empreendemos, quando perseguimos os nossos sonhos,  o nosso “porquê”, temos a sensação de estarmos sozinhos. Por que isso acontece? A questão é que os sonhos e os “porquês” são só nossos. O “como”, o “quando”, o “quanto” estão sempre acompanhados de alguém, mas o porquê é só nosso. A jornada do empreendedor é muito solitária. O empreendedor tem muitos companheiros pelo caminho: fornecedores, … Continuar lendo Por que nos sentimos sozinhos quando empreendemos?

Você tem um Plano B para a sua vida? E se eu te falar sobre o Plano E?

Já pensou em ter um Plano B para a sua vida? E se eu te falar sobre o Plano E? O Plano E foi desenvolvido para que você possa colocar em ação: as suas ideias, os seus projetos ou aquele seu sonho antigo guardado na gaveta. É o Plano para você fazer algo que te complete, mesmo estando em um emprego. A Jornada Plano E … Continuar lendo Você tem um Plano B para a sua vida? E se eu te falar sobre o Plano E?

Encontre os clientes, produza depois (e o caso do queijo)

Em um modelo de negócios antigo, a pessoa que abria uma empresa, registrava seu negócio em mil cartórios, junta comercial, mil papeladas, alugava uma sala, uma loja ou o que fosse necessário, e, após a grande inauguração, ficava indo atrás de clientes. Ou esperando que os clientes aparecessem. Que passassem em frente a loja, entrassem E COMPRASSEM. Em resumo, a pessoa já começava o negócio “devendo” … Continuar lendo Encontre os clientes, produza depois (e o caso do queijo)

Tem gente que vende qualquer coisa, menos o seu produto

Conheço pessoas que possuem um produto excelente, mas nem elas sabem ao certo o que estão vendendo. E por isso não vendem. Explico. Um produto (ou serviço), qualquer que ele seja, é composto de várias “camadas ou níveis”. São camadas invisíveis aos olhos, mas muito evidentes na percepção. Essas “camadas ou níveis” podem chegar a 5, mas, para facilitar, eu gosto de dividir em 3: 1 … Continuar lendo Tem gente que vende qualquer coisa, menos o seu produto

Eu experiencial x Eu recordativo: qual deles é o seu cliente?

Gostaria de iniciar este post falando sobre a tangibilidade dos produtos. Todo produto é tangível? Se compramos produtos intangíveis, o que compramos então? Um passeio turístico, uma maquiagem, um jantar, um par de botas, ingressos para o show de sua banda favorita…você concordaria se eu dissesse que o produto excede aquilo que imaginamos adquirir? Se quem compra maquiagem, compra esperança de beleza; o produto não … Continuar lendo Eu experiencial x Eu recordativo: qual deles é o seu cliente?

Jogada de marketing ou estratégia?

Tive um professor muito querido, que em uma de suas aulas comentou sobre sua particular ojeriza ao termo “jogada de marketing”. – Você viu a espetacular jogada de marketing de tal empresa? – Aquele publicitário é bom! Fez uma jogada de marketing bárbara! Embora o termo nunca tenha me incomodado de fato, confesso que desde então, em menor grau talvez, desenvolvo alguma antipatia pela expressão. … Continuar lendo Jogada de marketing ou estratégia?